Todos os posts em: Relacionamentos e Sexualidade

Reconstruindo a vida amorosa depois de um relacionamento abusivo – Tudo posso, mas nem tudo me convém

Eu ainda vou ter que escrever muito, mas muito mesmo, sobre o relacionamento abusivo que vivi nos últimos quase dois anos. É um assunto difícil, principalmente porquê é fácil colocar o homem como monstro, como único culpado, quando na verdade uma relação é sempre construída por duas pessoas. Estou trabalhando no esqueleto de um livro sobre o assunto, meu primeiro livro de ficção. A minha história não é uma grande novidade pra ninguém. Com temperos diferentes de acordo com a classe social em que se insere, essa trama se repete cotidianamente. Quantas e quantas mulheres já viveram exatamente o que vivi (até as falas se repetem) e com certeza todas que passaram por isso sabem bem o quão difícil é sair de um relacionamento que ao mesmo tempo nos afunda e nos prende. Depois que eu entrei nesse relacionamento, não demorou para eu criar a consciência de que algo ali estava errado. Entretanto, mesmo depois de ultrapassar meus limites morais e emocionais várias e várias vezes, eu demorei quase um ano para de fato conseguir …

Como acabar com a cândida com um só ingregiente que todo mundo tem em casa

Tem quase um ano que eu não escrevo no blog, e a penúltima vez, coincidência ou não, foi quando fui parar no hospital sem conseguir andar direito de tanta dor por uma infecção urinária que estava quase chegando nos meus rins. Esse episódio reflete bem uma época da minha vida que a cada mês e meio lá estava eu, ligando chorando implorando pedindo pelo amor de jesus cristo pra minha ginecologista me marcar uma consulta de urgência. Era só dar uma descuidada da saúde, beber álcool demais, água de menos, ter um baque emocional mais forte… que atacava ou a infecção urinária, ou a cândida. Ou vinha uma, e logo depois a outra. Quando a infecção urinária atacava e os métodos naturais não davam jeito e eu tinha que apelar pro antibiótico, já sabia de antemão que logo em seguida a cândida viria. A razão pra isso é muito simples. Na vagina há toda uma flora de fungos e bactérias que naturalmente a compõe. Inclusive, a cândida é um fungo que toda mulher tem. De …

Por quê o sexo hétero continua sendo sinônimo de penetração se a maioria das mulheres goza pelo clitóris?

Quando a gente fala “sexo com consentimento” será que a gente tem realmente escolha do que acontecerá numa relação sexual? Apesar da grande maioria das mulheres não atingir o orgasmo (e muitas nem sentirem prazer) com a penetração, será que a gente tem liberdade e os homens/sociedade teriam abertura caso quiséssemos nos relacionar com eles sem o coito da forma como é imposta/dada como natural? Com 7 bilhões de pessoas na terra, não transamos mais para garantir que através da reprodução vivípara nossa espécie não seja extinta. Pra que (e a quem) serve o sexo? Será que esse sexo que conhecemos é simplesmente uma regra divina que obedece a anatomia dos corpos, afinal pinto e perereca encaixam, ou se trata de uma doutrinação social, cultural e política dos corpos? …Porquê encaixar por encaixar pinto e cu também encaixam, então todos os homens podiam era transar entre eles próprios. A sociedade não impõe apenas como devemos transar, mas com quem devemos transar. desde criança todos somos educados como se a única forma possível e certa de …

Infecção urinária – Considerações sobre a maldita.

A foto que abre essa matéria é meramente ilustrativa. Não se mate. Sossega Carla, o amor é isso que você está vendo, hoje beija, amanhã não beija, depois de amanhã é domingo e segunda feira ninguém sabe o que será. Como a cândida, infecção urinária é uma coisa que infelizmente mais hora menos hora toda mulher vai ter o desprazer de ter. A infecção urinária se caracteriza por uma vontade de fazer xixi toda hora, ainda que quando você sente na privada saiam apenas umas gotinhas, ardendo como o diabo. A gente fica irritada, nervosa, sem conseguir fazer nada direito, com vontade de matar. Vejo a saúde íntima feminina como um reflexo de seu estado emocional. A infecção urinária ataca quando nossa imunidade está baixa, quando estamos tristes, ou cansadas, trabalhando demais, dormindo pouco, comendo mal. Ela pode ser decorrente também de longas sessões de sexo, sexo feito com bexiga cheia ou falta de xixi após as relações sexuais para limpar os canais urinários. por ser uma infecção bacteriana, ela pode acontecer também quando seu ou sua companheira …

Chupar é fácil, quero ver fazer massagem

Não é raro a gente encontrar homens que dizem que amam chupar uma perereca. Quando esses homens se deitam com uma mulher, eles só enxergam três coisas: peito, bunda e perereca. Eu poderia apostar que esse tipo quando chupa uma mulher é mais para que ela fique molhada rápido, do que pensando realmente no seu prazer. Provavelmente, o mesmo cara que se vangloria que adora chupar, e que fala no seu ouvido que vai te comer a noite toda, é o mesmo que não aguenta três reboladas mais fortes que já goza. Ele mete rápido, como um coelho, e advinha, também goza na velocidade da luz, deixando suas parceiras geralmente pensando o que tem errado com elas (afinal de contas, nós mulheres ainda temos dificuldade de nos desvencilhar da mania de assumir a culpa por tudo de ruim que acontece com a gente). Pessoalmente, eu odeio homem que chega pondo a mão direto nas minhas intimidades. Pra mim o órgão sexual mais potente do corpo é a pele. Como já escrevi por aqui, eu gosto …

Sex-gifs, pornografia, pornografia “feminista” e mais: Siririca sem tabu!

Fast-forward. Acelera o filme. Tira a mão da perereca menina. Criança rebelde com sexualidade forte que transava com as amiguinha tudo, mas cuja mãe tinha um grande pavor que virasse lésbica, e era altamente podada de se masturbar, inclusive nunca tendo tido chave do próprio quarto. Acelera o filme, acelera o filme. Amiga legal da galera, mas que nunca era escolhida pra ficar com os garotos. Nódulo no seio e vergonha de que encostassem nela e sentissem o caroço. Bloqueios com masturbação atualizados com sucesso. Acelera o filme. Operação do seio. Vergonha da cicatriz, mas foda-se. Faculdade. Hormônios começam a desacelerar. O corpo desincha, a bochecha (e o nariz?) diminuem. Começar a ser mais desejada. Perda da virgindade. Namoro. Começa a tomar gosto por sexo. Como tem sexo, acha que não precisa se masturbar. Acelera o filme, acelera o filme. Término pra desbravar o mundo e conhecer outras pessoas além do primeiro pinto. Um ano de solterice. Muitos corpos e afetos. Orgasmos. Solteira, independente, forte, amante de arte e da imagem de corpos nus, mas …

O por quê penetrar sem camisinha sua parceira contra sua vontade também é uma forma de estupro

  – Ai, mas sem camisinha é tão mais gostoso. – A camisinha não cabe no meu pinto direito. – Me aperta. – Me faz brochar. – Odeio essa coisa de parar o que a gente tá fazendo pra colocar camisinha. – Com camisinha eu gozo rápido, sem camisinha eu duro muito mais. – Deixa eu sentir só o molhadinho vai, só a cabecinha. – Vamo começar sem, daqui a pouco a gente coloca. – Eu não vou gozar dentro, eu juro. 23 anos. A impressão que me dá é que tu é feito Teresa, a namorada de Manuel Bandeira. Teresa que tinha os olhos muito mais velhos que o resto do corpo. Diz ele que os olhos nasceram e ficaram dez anos esperando que o resto do corpo nascesse. Minha cabeça se encaixa perfeitamente no seu ombro. Quando a gente tá bem perto assim – os narizes colados um no outro praticamente, respirando o mesmo ar – e eu te olho bem de perto, barba bigode testa, não há nada no seu rosto que …

Entendendo o trauma: Por quê tantas mulheres tem bloqueio com masturbação?

Às vezes, quando estou chapada tomei umas e outras, gosto de chegar em casa e gastar um tempo me olhando no espelho. Olho fundo nos meus próprios olhos e tento adivinhar o que eles dizem, quais são os sentidos que se escondem por detrás das pupilas. Como diria Adélia Prado, “aceito os subterfúgios que me cabem, sem precisar mentir. Não sou feia que não possa casar, acho o Rio de Janeiro uma beleza e ora sim, ora não, creio em parto sem dor. Mas o que sinto escrevo. Cumpro a sina.“ Sei que sou uma mulher meio estranha, sempre fui assim. Na infância e na adolescência, eu era a amiga feia, divertida e inteligente; que gostava de música e dava notícia das coisas. Talvez por sempre ser preterida (na verdade quase que até o fim do ensino médio a possibilidade de eu me envolver numa paquerinha era praticamente nula) aprendi a ter interesses na vida, e isso me deu o desembaraço que eu tenho hoje pra conversar sobre quase qualquer assunto. Foi quando entrei na …

Não saber onde fica o clitóris é tipo não saber diferenciar um buraco do outro

O melhor do brasil é o brasileiro, e o melhor do brasileiro são os memes, sabemos. Pouco depois do estouro da febre do Pokemon GO no país, começaram a pipocar na internet tweets afirmando que depois do jogo, deviam inventar um aplicativo para que os homens descobrissem enfim onde fica o famigerado clitóris. Na verdade vira e mexe eu vejo na internet textos, imagens e reclamações nesse sentido… O que na real eu nunca entendi bem. Pra mim quem não sabe onde fica o clitóris não devia nem estar autorizado a transar. Não saber onde fica o clitóris é tipo não saber diferenciar um buraco do outro, ou seja, ser um completo analfabeto na anatomia feminina. Quando eu tava na terceira série, lembro de um colega de sala falando bobagem acerca da bolinha que ficava dura na perereca quando a menina estava excitada. Na época eu também não sabia do que ele estava falando, mas pelo visto ele já estava, aos nove anos, na frente de muito marmanjo por aí. Mas enfim, pra quem não …

Por quê a rejeição torna tão atraentes os homens que não nos querem?

Não acontece com todas as mulheres, conforme minhas pesquisas empíricas de boteco têm apontado. “Ficar mais afim do cara quando ele não me quer? Cê tá doida? Pois eu tenho tesão é justamente em quem me quer… e muito”. Tudo bem, como vocês bem sabem esse blog é uma tentativa bem cara de pau de terapia meia tigela e narcisista, se alguém se identificar, beleza, mas claro que o que eu falo diz mais de mim e do meu ponto de vista, que, óbvio, não é universal. Sei que comigo (e com algumas outras mulheres/seres humanos) é assim que acontece: A gente pode ter nove crushs chamando pra sair e dar uns beijos no whatsapp, se tiver um que a gente quer e esse não quiser a gente de volta advinha em qual a gente vai focar toda a nossa preciosa energia? Bingo. Nada pra tornar aquele paquerinha despretensioso em amor da sua vida do que ele não te querer mais, correto?  Então… Por quê diabos a gente se comporta assim? Por quê são tão atraentes os homens que não nos …