Colaboradoras
Comentário 1

O empreendorismo não é novidade para as mulheres negras

(Por Raíssa Haizer)

À frente de um grupo de mulheres negras empreendedoras todo dia fico a par de inúmeras situações desgastantes e preconceituosas para nós. A sociedade segue não valorizando o  trabalho de pessoas negras, e os brancos por debaixo dos panos muitas vezes continuam achando que estamos aqui para continuar servindo e doando nossos corpos para trabalhos mal remunerados, quase escravos.

Por isso hoje decidi escrever sobre afroempreendedorismo na sua mais pura essência e ação diante de vidas negras. Me lembro bem de quando aos 14 anos dei entrada na ONG na rua debaixo da minha para começar o curso de cabeleireira, e meus colegas de escola me perguntarem porque não havia escolhido um curso de informática ou inglês. Respondi que ser cabeleireira meu sonho, logicamente uma mentira. Meu sonho era ser bailarina mas isso não daria dinheiro, não pra mim, negra e pobre.

Quando decidi me tornar cabeleireira, minha visão não era de futuro, eu não pretendia me tornar uma profissional reconhecida, nem nada do tipo. O que motivava eram as necessidades que gritavam no momento presente: eu queria e precisava ajudar meus pais nas despesas da casa.

tumblr_octbcki0NZ1qagn9ao1_540

Logo depois de terminar o curso, já comecei a trabalhar como gente grande, como a vida sempre acaba ensinando à pessoas negras. Recebia cinco reais no final do dia depois de lavar muitas cabeças e varrer muitos cabelos, e isso já me deixava mais tranquila e satisfeita, uma vez que pelo menos o pão já estaria garantido.

Se eu fosse uma garota branca, com pais estudados, morando longe de uma favela, aos 14 anos trabalharia? Não. Somos empurrados e locados em lugares invisíveis. Somos uma massa feita para consumir e descartar, feitos para gerar lucro e lixo.

Agora depois de sete anos analisando minha vida, tenho um saldo de dois cursos de graduação inacabados, uma boa clientela e minha visão continua sendo do presente, o futuro continua longe demais pra mim.

tumblr_nzrxweJEF71qedt5eo1_1280

Li certa vez que “O afroempreendedorismo é a única saída para uma pessoa negra”. De primeira achei extremista e até uma alucinação. Vagando pelos textos da internet e na minha própria mente pude concluir que pessoas negras tem que criar as suas oportunidades, por isso empreender seja como for é a nossa alforria, nossa porta de saída dos laços históricos racistas.

Deixar de consumir de grandes empresas, comprar do pequeno negócio é dar a mim uma chance de avançar todo dia, é fazer com que mulheres negras afastadas do mercado de trabalho possam ter uma saída.

Nunca escolhi o afroempreendedorismo, ele veio de uma necessidade como para a maioria que se encaixa nessa categoria. Criar, cuidar, vender produtos e serviços para pessoas negras é negar um sistema que não nos permite escolher, é cortar um cabelo igual ao meu, de uma mulher negra igual a mim sem incita-la a alisar o cabelo.

É atender uma pessoa branca de cabelos lisos e mostrar pra ela que igual aos outros profissionais sou capacitada e profissional. Basicamente o afroempreendedorismo é poder fazer por mim aquilo que ninguém se dispôs a fazer. Por isso amanhã começo ás 8:00.

Anúncios

1 comentário

  1. Marcelo Moraes diz

    Olá Bom dia!
    Gostaria de deixar aqui minha imensa gratidão por todos post publicados!
    Eu Marcelo, trabalhador de uma classe operária, negro, casado pela segunda vez, pai de 5 filhos, e amante dessa escritora que nos faz meditar onde nós negros estamos inseridos nesse Brazil. (proposital o Z)
    Por que é isso que nos move, saber onde estamos na linha do tempo, a partir daí tomar ações para que tenhamos um futuro promissor, de igualdade, de irmandade, de 3p, (poder, para o povo preto ,e sem dúvidas Raissa você é uma que levanta essa bandeira!
    Não poderia deixar de te elogiar, embora não a conheça, mas adoro o trabalho que vc exerce por meio da escrita, e que almejo que mais negros possam ter esse feeling pra mostrar o seu poder de fogo, não por meio de armas, mas sim pela voz, e pela escrita!
    Parabéns mais uma vez, e um beijo!
    Um axe à toda comunidade negra!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s